O MUNDO EM GUERRA CIVIL

planetaclix
Nunca, desde o fim da Segunda Guerra Mundial, houve tantas pessoas em fuga devido a expulsões violentas como em 2013 – esta é a conclusão arrasadora de um relatório do ACNUR publicado por ocasião do Dia Mundial do Refugiado. No ano passado diariamente 32.200 pessoas em média tiveram de deixar as suas casas devido a “conflitos ou perseguições”. Em 2012 tinham sido 23.400, em 2011 “apenas” 14.200.

Os números oficiais da ONU no seu conjunto assumem um total de 51,2 milhões de refugiados que foram deslocados por guerras, guerras civis ou campanhas de terror com motivação étnica ou religiosa. Em comparação com 2012 este exército de refugiados, que inclui mais de 50 por cento de menores, aumentou em mais seis milhões de pessoas desesperadas. A parte maior destes excluídos, segundo o ACNUR, é constituída por 33,3 milhões de deslocados internos, que tiveram de fugir de guerras civis para outras regiões dos seus Estados muitas vezes em desmoronamento. 16,7 milhões de pessoas tiveram de fugir do seu país de nascimento. Além disso, o comissariado para os refugiados contava 1,2 milhões de requerentes de asilo em todo o mundo.

Link: http://o-beco.planetaclix.pt/tomasz-konicz1.htm

Die Kommentarfunktion zu diesem Beitrag wurde deaktiviert.